Fique Por
Dentro

Novidades do mercado de plsticos.

O fim dos plsticos descartveis at 2021
22 jul de 2019
voltar

A meta é que, até 2021, o Canadá proíba a utilização de plásticos de um só uso. No Brasil, diversas políticas públicas estão buscando favorecer a prática da reciclagem.

 

Que incrível seria o mundo se todos os plásticos existentes fossem reciclados da maneira correta, né? Atualmente, a poluição vem tomando grande proporção em nossos oceanos e na nossa natureza. Isso muito se deve ao consumo excessivo de plástico por conta dos seres humanos e pela forma de descarte incorreta e inconsciente, que acaba trazendo grandes consequências e prejuízos ao meio ambiente.

E o Canadá, pensando nessa questão, adotou uma prática que pode auxiliar o planeta a se tornar mais sustentável: a partir de 2021, os plásticos de um só uso devem ser descartados. A decisão foi tomada pelo primeiro-ministro do país, Justin Trudeau. Esse é o maior plano do mundo contra o uso de plásticos, que, atualmente, soma mais de 70% da poluição marinha. O objetivo é reciclar 90% das garrafas PET até 2029 e incorporar os materiais reciclados na composição dos produtos.

E quais são esses plásticos de um só uso? Sacolas, colheres de café e garrafas. Esses produtos de plástico serão os principais produtos afetados pela decisão do primeiro-ministro, uma vez que menos de 10% dos plásticos desse tipo usados no país são reciclados.

Você sabe de que forma tudo isso afeta o meio ambiente? Segundo o primeiro-ministro canadense, anualmente um milhão de pássaros e mais de 100 mil mamíferos se ferem ou morrem por ficarem presos em meio a plásticos ou comê-los, já que os confundem facilmente com alimentos. Além de resultar na poluição de oceanos, é claro.

Medidas sustentáveis no Brasil

No Brasil, diversas políticas públicas estão buscando o favorecimento de práticas de reciclagem de resíduos. Uma delas ocorreu ainda no dia 17/08/2018, por meio do projeto (PLS 92/2018) que prevê a retirada gradual do plástico da composição de pratos, copos, bandejas e talheres descartáveis no prazo de 10 anos, devendo ser substituídos por materiais biodegradáveis.

Outro exemplo é o Câmbio Verde, de Curitiba, que incentiva a separação de resíduos e a destinação correta dos recicláveis, de forma que o cidadão troque 4kg de lixo e/ou óleos por 1kg de frutas e verduras nos pontos de coletas. Assim, é possível criar práticas ecológicas que chamam a atenção da população.

Por que o país precisa adotar medidas de forma urgente?

Segundo dados do Banco Mundial, o Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico no mundo, com 11,3 milhões de toneladas, ficando atrás somente dos Estados Unidos, China e Índia. Desse total, mais de 10,3 milhões de toneladas foram coletadas (91%), mas apenas 145 mil toneladas (1,28%) são efetivamente recicladas, abaixo da média global de reciclagem plástica, que é de 9%.

O enorme “vazamento” de plástico polui a natureza e ameaça a vida. Por isso, cada vez mais medidas estão ganhando espaço para serem tomadas e taxadas como lei, bem como novas propostas estão sendo lançadas, como o bioplástico — você pode ler mais sobre isso clicando aqui

E você, já está fazendo sua parte para mudar o mundo e transformar o planeta e o meio ambiente para melhor? Agora é sua chance de começar. Se você quer ficar por dentro de novidades e informações sobre o mundo do plástico, acesse aqui e acompanhe o blog da Broliato.